dezembro 16, 2020

[AGENDA]

  • Lotes adquiridos no leilão SSA 02.20 em 10.12.2020 veículos e sucatas
  • Inicío do agendamento 28/12/2020 até 31/01/2020

EDITAL DE LEILÃO nº 08.2020 / VEÍCULOS CONSERVADOS – SUCATAS APROVEÍTÁVEIS

http://detran.ba.gov.br/leiloes/25112020-31122022/edital-de-leilao-no-082020

9 – RETIRADA DOS LOTES E TRANSFERÊNCIA DOS VEÍCULOS
9.1 – A data para retirada dos lotes de veículos conservados e sucatas poderá ser agendada, a partir do dia 28 de dezembro de 2020, com o leiloeiro, pelos canais de contato disponibilizados aos arrematantes, podendo ser remarcada, por até uma vez, conforme agenda disponibilizada.
9.2 – Ultrapassado o prazo para retirada do bem, será cobrado valor da taxa das diárias excedentes pela empresa de pátio, até a data de retirada do veículo. Não havendo a retirada do veículo em 30 (trinta) dias úteis, contados da data de agendamento para retirada do bem, o DETRAN/BA poderá dar ao bem o destino que for conveniente, caracterizando abandono pelo arrematante, com a perda do valor desembolsado. Este prazo poderá ser prorrogado, por mais 30 (trinta) dias úteis, desde que o arrematante apresente motivos que justifiquem a prorrogação, diretamente à Comissão de Leilão que avaliará o caso ou caso seja da conveniência do DETRAN/BA, pela prorrogação do prazo, observando o item 11.17.
9.3 – O arrematante deverá apresentar, no ato da retirada do veículo, documento de identificação com foto ou procuração com poderes específicos, quando for o caso, além da Nota de Arremate e da Nota Fiscal Municipal, que lhes serão entregue, pelo Leiloeiro Oficial, após a confirmação do pagamento.
9.4 – O transporte do bem arrematado, assim como as despesas com a retirada, carregamento, frete, seguro, dentre outras a espécie, correrão por ordem, conta e risco do comprador, que deverá atentar para os prazos estabelecidos neste edital.
9.5 – A retirada dos veículos do pátio, os serviços de transferência, bem como quaisquer despesas pertinentes (vistoria, taxas, seguro, etc.) serão de inteira responsabilidade do arrematante, que deverá atentar para os prazos estabelecidos neste Edital.
9.6 – Os lotes arrematados deverão ser retirados na sua totalidade, não sendo reservado ao arrematante o direito à retirada parcial dos mesmos e abandono do restante.
9.7 – A transferência do bem leiloado será feita somente em favor do arrematante ou da empresa, por ele,
representada. Em nenhuma hipótese serão emitidos documentos em nome de terceiros que não se qualifiquem como arrematantes dos bens licitados.
9.8 – O arrematante não poderá circular com o veículo ou aliená-lo a terceiros sem antes transferi-lo para o seu nome.
9.9 – Nenhum reparo ao veículo arrematado poderá ser executado nas dependências do DETRAN-BA.
9.10 – O arrematante não deverá realizar nenhuma manutenção, conserto, reforma, reparos ou qualquer ação no bem adquirido para circular, que modifique o bem da condição em que foi adquirido, até que seja finalizado o processo de pagamento, desvinculação dos débitos, baixa de GRAVAMES, baixa de Comunicação de venda e outros que constam no dossiê do veículo, para que assim possa efetivamente dar início ao processo de transferência.
9.11 – Os arrematantes de veículos avaliados como sucata receberão da Comissão de Leilão a Certidão de Baixa, quando as mesmas estiverem disponibilizadas pela Coordenação de Relação Judicial – CRJ.
9.12 – O Leiloeiro Oficial que conduzir o leilão será responsável pela execução do recorte para destruição e inutilização do chassi e placas, que deverão ser enviadas à Comissão de Leilão para que sejam destruídas, conforme determina a legislação vigente.
9.13–Os lotes classificados como veículos com direito a documentação, que poderão voltar a circular em vias públicas, ao final do processo administrativo de transferência de propriedade no DETRAN/BA, em razão da natureza originária de sua aquisição, serão entregues ao arrematante livres e desembaraçados de quaisquer ônus anteriores a data do leilão. Caberá ao arrematante o pagamento proporcional das despesas relativas ao IPVA e DPVAT do exercício, licenciamento anual, transferência de propriedade do bem arrematado, como também as despesas com alteração de característica, desalienação e vistoria. As sucatas de veículos também terão seus débitos quitados de acordo com o valor arrecadado relativo ao bem alienado, atendendo o disposto na Lei Federal nº 13.160/15.
9.14 – O leiloeiro enviará à Comissão de Leilão cópias impressas e digitais do Relatório (Ata) do Leilão, da Relação de Identificação dos Arrematantes, da Relação de Identificação dos Arrematantes por lote e cópias das Notas de Venda e Notas Fiscais.
9.15 – Casos não citados neste Edital serão analisados pela Comissão de Leilão.

Lotes adquiridos no leilão FSA 02.20 em 10.12.2020 veículos e sucatas

Inicío do agendamento 28/12/2020 até 31/01/2020

EDITAL DE LEILÃO nº 08.2020 / VEÍCULOS CONSERVADOS – SUCATAS APROVEÍTÁVEIS

http://detran.ba.gov.br/leiloes/25112020-31122022/edital-de-leilao-no-082020

9 – RETIRADA DOS LOTES E TRANSFERÊNCIA DOS VEÍCULOS
9.1 – A data para retirada dos lotes de veículos conservados e sucatas poderá ser agendada, a partir do dia 28 de dezembro de 2020, com o leiloeiro, pelos canais de contato disponibilizados aos arrematantes, podendo ser remarcada, por até uma vez, conforme agenda disponibilizada.
9.2 – Ultrapassado o prazo para retirada do bem, será cobrado valor da taxa das diárias excedentes pela empresa de pátio, até a data de retirada do veículo. Não havendo a retirada do veículo em 30 (trinta) dias úteis, contados da data de agendamento para retirada do bem, o DETRAN/BA poderá dar ao bem o destino que for conveniente, caracterizando abandono pelo arrematante, com a perda do valor desembolsado. Este prazo poderá ser prorrogado, por mais 30 (trinta) dias úteis, desde que o arrematante apresente motivos que justifiquem a prorrogação, diretamente à Comissão de Leilão que avaliará o caso ou caso seja da conveniência do DETRAN/BA, pela prorrogação do prazo, observando o item 11.17.
9.3 – O arrematante deverá apresentar, no ato da retirada do veículo, documento de identificação com foto ou procuração com poderes específicos, quando for o caso, além da Nota de Arremate e da Nota Fiscal Municipal, que lhes serão entregue, pelo Leiloeiro Oficial, após a confirmação do pagamento.
9.4 – O transporte do bem arrematado, assim como as despesas com a retirada, carregamento, frete, seguro, dentre outras a espécie, correrão por ordem, conta e risco do comprador, que deverá atentar para os prazos estabelecidos neste edital.
9.5 – A retirada dos veículos do pátio, os serviços de transferência, bem como quaisquer despesas pertinentes (vistoria, taxas, seguro, etc.) serão de inteira responsabilidade do arrematante, que deverá atentar para os prazos estabelecidos neste Edital.
9.6 – Os lotes arrematados deverão ser retirados na sua totalidade, não sendo reservado ao arrematante o direito à retirada parcial dos mesmos e abandono do restante.
9.7 – A transferência do bem leiloado será feita somente em favor do arrematante ou da empresa, por ele,
representada. Em nenhuma hipótese serão emitidos documentos em nome de terceiros que não se qualifiquem como arrematantes dos bens licitados.
9.8 – O arrematante não poderá circular com o veículo ou aliená-lo a terceiros sem antes transferi-lo para o seu nome.
9.9 – Nenhum reparo ao veículo arrematado poderá ser executado nas dependências do DETRAN-BA.
9.10 – O arrematante não deverá realizar nenhuma manutenção, conserto, reforma, reparos ou qualquer ação no bem adquirido para circular, que modifique o bem da condição em que foi adquirido, até que seja finalizado o processo de pagamento, desvinculação dos débitos, baixa de GRAVAMES, baixa de Comunicação de venda e outros que constam no dossiê do veículo, para que assim possa efetivamente dar início ao processo de transferência.
9.11 – Os arrematantes de veículos avaliados como sucata receberão da Comissão de Leilão a Certidão de Baixa, quando as mesmas estiverem disponibilizadas pela Coordenação de Relação Judicial – CRJ.
9.12 – O Leiloeiro Oficial que conduzir o leilão será responsável pela execução do recorte para destruição e inutilização do chassi e placas, que deverão ser enviadas à Comissão de Leilão para que sejam destruídas, conforme determina a legislação vigente.
9.13–Os lotes classificados como veículos com direito a documentação, que poderão voltar a circular em vias públicas, ao final do processo administrativo de transferência de propriedade no DETRAN/BA, em razão da natureza originária de sua aquisição, serão entregues ao arrematante livres e desembaraçados de quaisquer ônus anteriores a data do leilão. Caberá ao arrematante o pagamento proporcional das despesas relativas ao IPVA e DPVAT do exercício, licenciamento anual, transferência de propriedade do bem arrematado, como também as despesas com alteração de característica, desalienação e vistoria. As sucatas de veículos também terão seus débitos quitados de acordo com o valor arrecadado relativo ao bem alienado, atendendo o disposto na Lei Federal nº 13.160/15.
9.14 – O leiloeiro enviará à Comissão de Leilão cópias impressas e digitais do Relatório (Ata) do Leilão, da Relação de Identificação dos Arrematantes, da Relação de Identificação dos Arrematantes por lote e cópias das Notas de Venda e Notas Fiscais.
9.15 – Casos não citados neste Edital serão analisados pela Comissão de Leilão.

Lotes adquiridos no leilão CMC 02.20 em 10.12.2020 veículos e sucatas

Inicío do agendamento 28/12/2020 até 31/01/2020

EDITAL DE LEILÃO nº 08.2020 / VEÍCULOS CONSERVADOS – SUCATAS APROVEÍTÁVEIS

http://detran.ba.gov.br/leiloes/25112020-31122022/edital-de-leilao-no-082020

9 – RETIRADA DOS LOTES E TRANSFERÊNCIA DOS VEÍCULOS
9.1 – A data para retirada dos lotes de veículos conservados e sucatas poderá ser agendada, a partir do dia 28 de dezembro de 2020, com o leiloeiro, pelos canais de contato disponibilizados aos arrematantes, podendo ser remarcada, por até uma vez, conforme agenda disponibilizada.
9.2 – Ultrapassado o prazo para retirada do bem, será cobrado valor da taxa das diárias excedentes pela empresa de pátio, até a data de retirada do veículo. Não havendo a retirada do veículo em 30 (trinta) dias úteis, contados da data de agendamento para retirada do bem, o DETRAN/BA poderá dar ao bem o destino que for conveniente, caracterizando abandono pelo arrematante, com a perda do valor desembolsado. Este prazo poderá ser prorrogado, por mais 30 (trinta) dias úteis, desde que o arrematante apresente motivos que justifiquem a prorrogação, diretamente à Comissão de Leilão que avaliará o caso ou caso seja da conveniência do DETRAN/BA, pela prorrogação do prazo, observando o item 11.17.
9.3 – O arrematante deverá apresentar, no ato da retirada do veículo, documento de identificação com foto ou procuração com poderes específicos, quando for o caso, além da Nota de Arremate e da Nota Fiscal Municipal, que lhes serão entregue, pelo Leiloeiro Oficial, após a confirmação do pagamento.
9.4 – O transporte do bem arrematado, assim como as despesas com a retirada, carregamento, frete, seguro, dentre outras a espécie, correrão por ordem, conta e risco do comprador, que deverá atentar para os prazos estabelecidos neste edital.
9.5 – A retirada dos veículos do pátio, os serviços de transferência, bem como quaisquer despesas pertinentes (vistoria, taxas, seguro, etc.) serão de inteira responsabilidade do arrematante, que deverá atentar para os prazos estabelecidos neste Edital.
9.6 – Os lotes arrematados deverão ser retirados na sua totalidade, não sendo reservado ao arrematante o direito à retirada parcial dos mesmos e abandono do restante.
9.7 – A transferência do bem leiloado será feita somente em favor do arrematante ou da empresa, por ele,
representada. Em nenhuma hipótese serão emitidos documentos em nome de terceiros que não se qualifiquem como arrematantes dos bens licitados.
9.8 – O arrematante não poderá circular com o veículo ou aliená-lo a terceiros sem antes transferi-lo para o seu nome.
9.9 – Nenhum reparo ao veículo arrematado poderá ser executado nas dependências do DETRAN-BA.
9.10 – O arrematante não deverá realizar nenhuma manutenção, conserto, reforma, reparos ou qualquer ação no bem adquirido para circular, que modifique o bem da condição em que foi adquirido, até que seja finalizado o processo de pagamento, desvinculação dos débitos, baixa de GRAVAMES, baixa de Comunicação de venda e outros que constam no dossiê do veículo, para que assim possa efetivamente dar início ao processo de transferência.
9.11 – Os arrematantes de veículos avaliados como sucata receberão da Comissão de Leilão a Certidão de Baixa, quando as mesmas estiverem disponibilizadas pela Coordenação de Relação Judicial – CRJ.
9.12 – O Leiloeiro Oficial que conduzir o leilão será responsável pela execução do recorte para destruição e inutilização do chassi e placas, que deverão ser enviadas à Comissão de Leilão para que sejam destruídas, conforme determina a legislação vigente.
9.13–Os lotes classificados como veículos com direito a documentação, que poderão voltar a circular em vias públicas, ao final do processo administrativo de transferência de propriedade no DETRAN/BA, em razão da natureza originária de sua aquisição, serão entregues ao arrematante livres e desembaraçados de quaisquer ônus anteriores a data do leilão. Caberá ao arrematante o pagamento proporcional das despesas relativas ao IPVA e DPVAT do exercício, licenciamento anual, transferência de propriedade do bem arrematado, como também as despesas com alteração de característica, desalienação e vistoria. As sucatas de veículos também terão seus débitos quitados de acordo com o valor arrecadado relativo ao bem alienado, atendendo o disposto na Lei Federal nº 13.160/15.
9.14 – O leiloeiro enviará à Comissão de Leilão cópias impressas e digitais do Relatório (Ata) do Leilão, da Relação de Identificação dos Arrematantes, da Relação de Identificação dos Arrematantes por lote e cópias das Notas de Venda e Notas Fiscais.
9.15 – Casos não citados neste Edital serão analisados pela Comissão de Leilão.

Lotes adquiridos no leilão ALG 02.20 em 10.12.2020 veículos e sucatas

Inicío do agendamento 28/12/2020 até 31/01/2020

EDITAL DE LEILÃO nº 08.2020 / VEÍCULOS CONSERVADOS – SUCATAS APROVEÍTÁVEIS

http://detran.ba.gov.br/leiloes/25112020-31122022/edital-de-leilao-no-082020

9 – RETIRADA DOS LOTES E TRANSFERÊNCIA DOS VEÍCULOS
9.1 – A data para retirada dos lotes de veículos conservados e sucatas poderá ser agendada, a partir do dia 28 de dezembro de 2020, com o leiloeiro, pelos canais de contato disponibilizados aos arrematantes, podendo ser remarcada, por até uma vez, conforme agenda disponibilizada.
9.2 – Ultrapassado o prazo para retirada do bem, será cobrado valor da taxa das diárias excedentes pela empresa de pátio, até a data de retirada do veículo. Não havendo a retirada do veículo em 30 (trinta) dias úteis, contados da data de agendamento para retirada do bem, o DETRAN/BA poderá dar ao bem o destino que for conveniente, caracterizando abandono pelo arrematante, com a perda do valor desembolsado. Este prazo poderá ser prorrogado, por mais 30 (trinta) dias úteis, desde que o arrematante apresente motivos que justifiquem a prorrogação, diretamente à Comissão de Leilão que avaliará o caso ou caso seja da conveniência do DETRAN/BA, pela prorrogação do prazo, observando o item 11.17.
9.3 – O arrematante deverá apresentar, no ato da retirada do veículo, documento de identificação com foto ou procuração com poderes específicos, quando for o caso, além da Nota de Arremate e da Nota Fiscal Municipal, que lhes serão entregue, pelo Leiloeiro Oficial, após a confirmação do pagamento.
9.4 – O transporte do bem arrematado, assim como as despesas com a retirada, carregamento, frete, seguro, dentre outras a espécie, correrão por ordem, conta e risco do comprador, que deverá atentar para os prazos estabelecidos neste edital.
9.5 – A retirada dos veículos do pátio, os serviços de transferência, bem como quaisquer despesas pertinentes (vistoria, taxas, seguro, etc.) serão de inteira responsabilidade do arrematante, que deverá atentar para os prazos estabelecidos neste Edital.
9.6 – Os lotes arrematados deverão ser retirados na sua totalidade, não sendo reservado ao arrematante o direito à retirada parcial dos mesmos e abandono do restante.
9.7 – A transferência do bem leiloado será feita somente em favor do arrematante ou da empresa, por ele,
representada. Em nenhuma hipótese serão emitidos documentos em nome de terceiros que não se qualifiquem como arrematantes dos bens licitados.
9.8 – O arrematante não poderá circular com o veículo ou aliená-lo a terceiros sem antes transferi-lo para o seu nome.
9.9 – Nenhum reparo ao veículo arrematado poderá ser executado nas dependências do DETRAN-BA.
9.10 – O arrematante não deverá realizar nenhuma manutenção, conserto, reforma, reparos ou qualquer ação no bem adquirido para circular, que modifique o bem da condição em que foi adquirido, até que seja finalizado o processo de pagamento, desvinculação dos débitos, baixa de GRAVAMES, baixa de Comunicação de venda e outros que constam no dossiê do veículo, para que assim possa efetivamente dar início ao processo de transferência.
9.11 – Os arrematantes de veículos avaliados como sucata receberão da Comissão de Leilão a Certidão de Baixa, quando as mesmas estiverem disponibilizadas pela Coordenação de Relação Judicial – CRJ.
9.12 – O Leiloeiro Oficial que conduzir o leilão será responsável pela execução do recorte para destruição e inutilização do chassi e placas, que deverão ser enviadas à Comissão de Leilão para que sejam destruídas, conforme determina a legislação vigente.
9.13–Os lotes classificados como veículos com direito a documentação, que poderão voltar a circular em vias públicas, ao final do processo administrativo de transferência de propriedade no DETRAN/BA, em razão da natureza originária de sua aquisição, serão entregues ao arrematante livres e desembaraçados de quaisquer ônus anteriores a data do leilão. Caberá ao arrematante o pagamento proporcional das despesas relativas ao IPVA e DPVAT do exercício, licenciamento anual, transferência de propriedade do bem arrematado, como também as despesas com alteração de característica, desalienação e vistoria. As sucatas de veículos também terão seus débitos quitados de acordo com o valor arrecadado relativo ao bem alienado, atendendo o disposto na Lei Federal nº 13.160/15.
9.14 – O leiloeiro enviará à Comissão de Leilão cópias impressas e digitais do Relatório (Ata) do Leilão, da Relação de Identificação dos Arrematantes, da Relação de Identificação dos Arrematantes por lote e cópias das Notas de Venda e Notas Fiscais.
9.15 – Casos não citados neste Edital serão analisados pela Comissão de Leilão.

LOTES SALVADOR LEILÃO SSA 02.20

LOTES FEIRA DE SANTANA LEILÃO SSA 02.20

LOTES CAMAÇARI LEILÃO SSA 02.20

Registrar
close
Perfil
close
Histórico de reservas
close
ID Data da reserva Calendário Status
Detalhes da reserva
close
Detalhes da reserva
Seus dados pessoais não são exibidos nessa página.
Selecione AGENDAMENTO LEILÃO SSA.02.20
Seus detalhes de AGENDAMENTO LEILÃO SSA.02.20

LOTES ALAGOINHAS LEILÃO SSA 02.20